sábado, 2 de fevereiro de 2013

A essência




Não preciso e nem devo mudar quem eu sou... 
A minha essência é uma necessidade de permanência; 
devo ser quem eu sou, sem que um avanço, aplausos, fama me dominem... 
Essas coisas não definem a minha personalidade.
Mas, nem todos pensam dessa forma. 
Às vezes uma “mudança” na vida é capaz de mudar o seu “eu”, 
de modo que passa a ser o que o outro quer, 
ou o que gostaria de ser, mas não quem realmente é. 
É impossível viver tanto tempo sendo quem não somos, 
pois temos uma natureza, uma história...
A vida é assim, nos surpreende... 
E se deixarmos o “mundo” nos dominar, certamente, no futuro não saberemos quem somos!
Fica a dica!!